Skip to main content

A «chuva» dos satélites Iridium

A Iridium vai finalmente destruir os seus satélites, fazendo-os entrar na atmosfera terrestre para que ardam por completo

A Motorola, empresa que fundou a rede de telefones por satélite Iridium, informou o tribunal de falências de Nova Iorque que vai finalmente destruir os 66 satélites que formam a rede. A rede Iridium foi em tempos vista como uma revolucionária forma de comunicação que cobria todo o planeta, mas o elevado preço dos telemóveis de satélite e o preço das chamadas telefónicas impediu o crescimento do número de utilizadores, o que levou a Iridium a um penoso processo de falência durante o qual ainda negociou a entrada de novos investidores, mas sem sucesso.

Nas últimas semanas a Iridium estava a negociar a venda dos seus bens, incluindo os satélites, a uma empresa chamada Castle Harlan, mas as negociações falharam porque uma análise da Castle Harlan revelou que seria impossível rentabilizar esta rede de satélites.

A Motorola estima que o processo de destruição dos satélites demore cerca de 9 meses e custe cerca de 50 milhões de dólares.