A Fujitsu mostra-nos como serão os scanners do futuro

A Fujitsu desenvolveu uma tecnologia que permite incluir uma interface touchscreen numa folha de papel físico, permitindo digitalizar informação de uma forma inovadora.

A Fujitsu mostra-nos como serão os scanners do futuro

Numa era em que praticamente todos os dispositivos caminham para o touch screen e o digital, que lugar é que a informação presente em livros físicos terá? Provavelmente o formato papel irá continuar a prevalecer durante mais algumas décadas, embora a Fujitsu tenha possivelmente encontrado uma solução inovadora para diminuir o seu tempo de vida – uma espécie de ‘scanner’ futurista e que permite, com recurso a gestos touch, guardar e digitalizar informação disponível em papel de uma forma instantânea.

Como funciona esta tecnologia? Essencialmente passa por detectar os objectos com que os dedos do utilizador estejam em contacto real, convertendo a sua superfície – neste caso uma folha de papel – num ecrã touch. ‘O sistema não utiliza nenhum hardware especial; consiste apenas num dispositivo como uma webcam normal, mais um projector comercial. As suas capacidades são obtidas através de tecnologia de processamento de imagens‘, refere Taichi Murase, investigador dos Fujitsu Media Service System Lab.

Os investigadores da Fujitsu esperam desenvolver uma versão comercial deste sistema, que poderá chegar ao mercado ainda em 2014. O que acham deste conceito? Conseguem imaginar alguma utilidade prática para ele? Como é que o utilizariam? Deixem-nos o vosso feedback!