O HTC One está a gerar muita procura: será isso bom ou mau para a HTC?

O que à partida até poderá ser um problema para a HTC, que não consegue fazer a produção do HTC One corresponder à sua procura.

Pode-se dizer que o HTC One é o símbolo perfeito de uma fabricante de dispositivos em luta constante: após o seu início atribulado devido ao adiamento do lançamento do HTC One, o HTC One parece não ter sido afectado – nem mesmo pela popularidade esmagadora do Samsung Galaxy S4.

De facto a própria HTC é a primeira a referir que a resposta e a procura pelo seu novo topo-de-gama está a superar as suas melhores expectativas. Mas serão estas boas notícias para a HTC? Sim e não.

Sim, porque é definitivamente um sinal de que a HTC está a começar a ser vista dentro do mercado como uma alternativa ao iPhone e ao Samsung Galaxy S; não, porque o aumento exponencial da produção do HTC One devia ter sido considerado mais cedo. É que à falta de um dos smartphones Android mais interessantes do mercado as opções mais óbvias só irão recair sobre duas outras empresas: a Apple ou a Samsung.

O HTC One já se encontra disponível para pré-venda em algumas das principais cadeias de retalho portuguesas, além de também ser disponibilizado pela TMN e brevemente pela Vodafone.

O HTC One está a gerar muita procura: será isso bom ou mau para a HTC?

Imagem: Anandtech