ACP quer ser o primeiro MVNO

Lançamento neste ano.

O presidente do ACP, Carlos Barbosa, teve ontem uma reunião com o presidente da Autoridade Nacional de Comunicações, José Amado da Silva, para pedir a licença de actividade como MVNO e revelou que irá dar início a negociações com a TMN, a Vodafone e a Optimus.

Carlos Barbosa considera que o ACP, com os seus 200 mil sócios, está em vantagem relativamente a outros candidatos a operadores virtuais. E aguarda agora somente a licença da Anacom para negociar com os três operadores nacionais e lançar as suas próprias operações.