Skip to main content

ADSL compensa rede fixa à PT

A Internet de banda larga permite à empresa estancar a queda do negócio fixo.

Nos últimos anos, o negócio da rede fixa tem perdido clientes, com o número de linhas fixas a cair em todos os trimestres, mas os acessos ADSL têm compensado a queda. Segundo os últimos dados do operador, no final de Setembro, havia 3,96 milhões de linhas fixas, menos 2,2% do que em igual período do ano passado.

Pelo contrário, os acessos ADSL têm crescido na ordem dos 30% em cada trimestre. A 30 de Setembro, a PT tinha 312 mil clientes de ADSL, mais do dobro do ano anterior.

Assim, com a banda larga, a Portugal Telecom tem conseguido contrariar a queda no negócio fixo. Segundo os últimos dados, no final de Setembro, a PT tinha 4,3 milhões de clientes da rede fixa, mais 112 mil do que em igual período do ano passado, o que representa um crescimento de 2,7%.

As receitas do negócio fixo continuam a cair, mas o decréscimo tenha vindo a diminuir. Nos primeiros nove meses deste ano, as receitas da rede fixa caíram 1,2% para 1,6 mil milhões de euros. Em 2003, as receitas fixas caíram 6% para 2,14 mil milhões de euros.

O ADSL ganhou tal popularidade que conseguiu, pela primeira vez, no terceiro trimestre, ultrapassar o número de clientes de Internet de banda larga pela rede cabo (Netcabo). Até Setembro, havia 290 mil clientes da Netcabo, contra os 312 mil clientes ADSL, somando um total de 602 mil clientes de banda larga.