Skip to main content

AG da PT a 2 de Março

Desblindagem dos estatutos.

A reunião servirá para desblindar os estatutos da empresa, condição posta pela Sonaecom para o sucesso da OP.

A convocatória refere mesmo que o pedido de desblindagem de estatutos é apenas para a Sonaecom, permitindo à empresa de Paulo Azevedo que exerça mais de 10% dos direitos de voto no capital da PT, isto caso a Sonaecom venha a garantir mais de 50% do capital da empresa na OPA.

No entanto, a PT diz que esta desblindagem tem como objectivo «encontrar definitivamente estabilizados os termos, condições e contrapartida da oferta pública geral de aquisição de acções representativas do capital social da Sociedade cujo anúncio de lançamento foi publicado, em 12 de Janeiro de 2007».

Isso significa, que a Sonaecom não poderá, depois da AG, alterar a contrapartida da OPA.