NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo

Alargamento do espectro adiado nos EUA

sexta-feira, 21 dezembro, 2001 /
Congresso não promulgou legislação. Nem por 16 biliões a Vivendi conseguiu os direitos da falida NextWave... Esta capacidade de utilização adicional de espectro foi leiloada e atribuída originalmente à empresa NextWave que no entanto revelou não ser capaz de pagar o devido, declarando falência. Em Janeiro passado a entidade reguladora norte-americana, a Federal Communications Commission (FCC) voltou a leiloar o espectro e desta vez o vencedor foi a Verizon Wireless. Porém, um tribunal federal deliberou no mês de Junho que o segundo leilão tinha sido ilegal e a NextWave mantinha os seus direitos. O mês passado a NextWave e a Verizon chegaram a um acordo em que a primeira, embora originalmente só tivesse pago 500 milhões de dólares do prometido pelas licenças, receberia 5.8 biliões indo os outros dez milhões para o governo. A ideia da falida e incumpridora NextWave vir a encaixar biliões não agradou ao congresso que não concordou em aprovar a legislação necessária para que o acordo entre as duas grandes companhias fosse adiante.
2,301