Asiáticos ganham mercado

A Nokia continua líder mas os fabricantes asiátios foram quem mais aumentou as vendas de telemóveis.

A previsão de vendas totais do ano de 670 milhões de terminais deverá mesmo concretizar-se ou até ser ultrapassada, tendo em conta o forte incremente registado no terceiro trimestre face ao período homólogo do ano passado. O fenómeno é atribuído, principalmente, à taxa de substituição nos mercados maduros e a uma explosão da procura em novos mercados.

A Nokia mantém a liderança entre os fabricantes de telemóveis, com uma quota de 30,6% do mercado (menos 3% do que no mesmo período do ano passado) e a Motorola continua no segundo lugar com 13,9% (menos 15%). Mas a Samsung regista o maior crescimento face ao ano passado, tendo subido mais de 50% e ocupando a terceira posição mundial com 13,5% do mercado.

Já a Siemens, apesar de também ter aumentado as suas vendas, perdeu 1,4% de quota de mercado e detém agora 7,5%, enquanto a LG é o quinto maior produtor mundial de telemóveis com 7% do mercado, após subir em mais de 50% as suas vendas. O mesmo aconteceu com a Sony Ericsson, cujo aumento nas vendas foi igualmente superior a 50% e detém actualmente 6,4% do mercado.