Skip to main content

Aveiro: Montra Digital mostra Multibanco em casa

A população de Aveiro já pode ir ao banco, fazer compras e carregar o Porta-Moedas Multibanco sem sair de casa, através do computador e de um pequeno periférico – o “netpin” – que garante a confidencialidade do código pessoal.

«Aveiro, 16 Nov (Lusa) – A população de Aveiro já pode ir ao banco, fazer compras e carregar o Porta-Moedas Multibanco sem sair de casa, através do computador e de um pequeno periférico – o “netpin” – que garante a confidencialidade do código pessoal. Trata-se de um sistema pioneiro em Portugal, montado por um consórcio formado pela Sociedade Interbancária de Serviços (SIBS), pela Empresa de Formação em Tecnologias(EF) e pela Universidade de Aveiro(UA), que está desde quinta-feira a ser testado ao abrigo do programa “Aveiro Cidade Digital”. O código pessoal é digitado numa pequena máquina, semelhante a uma calculadora, que se liga à porta série do computador pessoal, o que impede que alguém se possa apropriar do código através da Internet. “Ninguém vê na Internet o código pessoal, desde que ele seja inserido na máquina e não no teclado do computador”, disse à Agencia Lusa Arnaldo Esparrinha, responsável pela Montra Digital de Aveiro, onde o sistema está em demonstração. Introduzida a chave pessoal, passa-se a ter o Multibanco em casa, com acesso a várias operações, incluindo o carregamento do Porta-Moedas Multibanco (PMB) e seja qual for o banco onde se possui a conta. Pagamento de serviços, consulta de saldos e de movimentos, consulta do NIB, pedido de cheques e até transferência entre contas, desde que referentes ao mesmo cartão, são algumas das possibilidades deste sistema. Ir às compras sem sair de casa é outra capacidade oferecida pelo projecto, através da Internet e recorrendo ao cartão de crédito ou débito aceite na rede Multibanco, desde que o fornecedor aceite esse meio de pagamento. Arnaldo Esparrinha guiou o cursor até ao Centro Comercial das Amoreiras, demonstrando que para escolher o que comprar é possível em Aveiro ver montras de Lisboa através da Internet, e revelou que há já trabalho realizado para o comércio local ter também as suas montras virtuais. Em termos imediatos vão ser «oferecidos» seis pontos da cidade, em turismo virtual, que permite ao utilizador ver os locais, rodando à distância uma câmara de vídeo na direcção que lhe interessar, ou fazendo “zoom”, enquanto uma caixa de diálogo lhe esclarece o que está a observar.»