Bateria explode e mata jovem

Alegadamente era Motorola.

Um indivíduo de 22 anos morreu na sequência de ferimentos sofridos com a explosão da bateria do telemóvel que tinha num bolso junto ao peito.

Ao que parece, a bateria teria sido submetida a altas temperaturas e a sua explosão provocou a fractura de uma costela do jovem, que lhe perfurou o coração.

O telemóvel envolvido ostentava a marca Motorola mas não há a certeza de ser genuíno, tanto mais que têm acontecido vários acidentes com baterias de telemóveis, nomeadamente na China, mas muitas delas envolvem material falsificado ou defeituoso. Várias das explosões ocorreram durante a realização de testes pelas autoridades de Cantão com equipamentos alegadamente Motorola ou fabricados pela Sanyo para a Nokia.