Beatles para a loja iTunes no dia 09/09/09

Evento da Apple cria expectativas sobre Beatles, Steve Jobs e tablets, o convite sugere ainda lançamento da nova linha de iPods, mas os boatos vão além disto.

A Apple vai realizar, na quarta-feira (9), um evento à imprensa para anunciar novos produtos – acredita-se que serão lançados novos iPods, porque o convite traz a imagem do equipamento e a citação “it’s only rock and roll, but we like it”. As principais especulações sobre o evento, no entanto, são em torno do lançamento do catálogo dos Beatles para a loja iTunes, de um computador em versão tablet e do aparecimento do director-executivo Steve Jobs. Um dos motivos para o boato sobre a venda das músicas dos Beatles na loja virtual da Apple está ligada à data do evento: 09/09/09. No mesmo dia, chegará ao mercado o aguardado jogo Guitar Hero ‘Beatles: Rock band’. A agência de notícias AP lembra ainda que a letra de uma música dos Rolling Stones no convite pode ter sido usada para despistar, mas afirma que um executivo próximo à Apple descartou a hipótese desse lançamento. Já as especulações sobre o tablet (computador que permite escrita directamente no ecrã) surgiram por conta de pedidos feitos pela Apple aos seus fornecedores. A empresa teria encomendado ecrãs maiores que os do iPod touch e menores do que aqueles usados no portátil MacBook. Apesar de diversos blogs e fãs acreditarem que a novidade será anunciada agora, analistas apostam que esse tipo de produto só será apresentado pela empresa em 2010. Já a possibilidade de o evento ter a participação do director-executivo Steve Jobs, que se afastou da empresa durante alguns meses por motivos de saúde, também empolga os fãs da marca. O “estilo Jobs” de apresentar novidades da Apple é famoso e desde Outubro do ano passado, quando anunciou o Mac Book Air, que Jobs não sobe ao palco para dar um dos seus shows. “Seria óptimo que ele (Jobs) aparecesse, mas não espero que isso aconteça”, disse Shaw Wu, analista da Kaufman Bros. “A maioria dos investidores já não se preocupa com isso”, acrescentou. “Se ele não comparecer, não deve causar impacto material sobre as acções”, continuou à agência Reuters, apontando que elas podem subir um pouco.