Brasil cresce menos

Telemóvel atrai mais russos, indianos e chineses.

Enquanto o Brasil somou 996 mil novos utilizadores, a China ganhou 4,7 milhões, a Rússia atraiu 3,9 milhões e a Índia, 1,7 milhões. O ritmo de crescimento da telefonia móvel nesses países funciona como um forte atractivo para os fabricantes, a exemplo do que ocorreu no Brasil no ano passado, com a chegada de uma dezena de novos fornecedores.

A China, com 335 milhões de utilizadores em Dezembro, teve um crescimento de 1,4% no primeiro mês do ano, sensivelmente o mesmo que o Brasil (1,5%), que alcançou 66,6 milhões.

Já na Índia, a expansão foi de 3,6% em Janeiro, passando a ter 50,3 milhões de clientes. E as previsões apontam para o este ano chegue ao fim com 80 milhões de indianos a terem telemóvel.

Na Rússia, a taxa foi a maior, de 5,2%, totalizando o país 78,3 milhões de utilizadores.