CeBit começa hoje

Novidades da Meca das TIC e Telecomunicações.

Entre leques de produtos baseados na convergência de voz e dados e VPN (Virtual Private Network) e soluções de MLCR (Mobile Least Cost Routing), são diversas as ferramentas para cortar nas despesas com comunicações. O VoIP (Voice over IP), as aplicações WLAN e de UMTS e a telefonia Internet serão outras das áreas em destaque.

Outras inovações em foco serão as redes digitais de alarme em caso de emergência e as ferramentas de registo de chamadas para ajudar clientes em filas telefónicas de espera. Além disso, a secção que o certame dedica às comunicações vai apostar ainda na videoconferência em larga escala, nas soluções completas de contacto via IP e na vídeo-vigilância de segurança de alta qualidade.

A TV móvel e a navegação via GPS também não foram esquecidas, sendo que várias novidades em termos de aplicações farão parte da caixinha de surpresas da 19ª edição da CeBIT.

Comunicações à parte, muitas das novidades que estarão debaixo dos holofotes relacionar-se-ão com o modo de vida digital nas suas mais diversas vertentes e na segurança contra ataques informáticos.

A feira reserva também 20 áreas especiais para apresentações individuais e fóruns, cada qual dedicada a um tema chave ou tendência na indústria de TIC. Entre elas, contam-se o DMS Fórum, no Hall 1, o Business Intelligence and Knowledge Management, no Hall 3, ou o Public Sector Parc, no Hall 9.

Na linha do que tem vindo a fazer nos últimos anos, a organização promoveu ontem uma mega-conferência de abordagem aos assuntos mais quentes da agenda da indústria de TIC. Denominada “Technology Industry Summit”, a iniciativa contou com a presença de reputados responsáveis das maiores companhias mundiais do sector, como a IBM, a Skype ou a Infosys.

Crescimento e estabilidade

A participação na CeBIT não tem parado de aumentar. Este ano, o certame conta com um número recorde de expositores (6115) e de países participantes (65), mais seis expositores e um país do que em 2004. Esta edição da feira regista também a segunda maior participação estrangeira (de fora da Alemanha) de sempre, só perdendo para 2001, sendo que o continente asiático traz um contingente recorde, isto é, nada menos que 1570 empresas, que estão distribuídas num espaço de 38 mil metros quadrados.

A CeBIT nasceu em 1947, aquando da constituição da Deutsche Messe, tendo dado os primeiros passos na década de 1950, integrada na Feira Industrial de Hannover, ainda como exposição industrial de material de escritório. Vinte anos depois, a CeBIT autonomizou-se e passou a denominar-se “CeBIT – Center for Office and Information Technology”.

Com o início dos anos 80, o evento passou a ocupar o sector das Tecnologias de Informação, que constituía a segunda maior área da Feira de Hannover – na qual continuou integrado – em número de expositores. Seis anos após o despontar da década, a plena autonomização da CeBIT foi finalmente conseguida, dando lugar, nesse ano, à CeBIT “Premier”. Quase duas décadas depois, a feira é já uma tradição do mês de Março, tão corrente como a Primavera.

Fique a par de tudo na Secção CeBIT no Telemoveis.com