Chamadas portuguesas para os EUA disparam

O fluxo de chamadas para os Estados Unidos, a partir das 14 horas de ontem, aumentou em 2500%.

A Portugal Telecom regista, normalmente, um “caudal” de 2300 chamadas por horas para os Estados Unidos. Ontem, segundo informações da operadora nacional, entre as 14 e as 18 horas foram registadas 283 mil tentativas de estabelecer contacto telefónico com os EUA. O que dá 70.750 tentativas por hora.

Se juntarmos a este cenário de verdadeiro “açambarcamento” telefónico as frágeis condições de telecomunicações com que aquela região da Costa Leste dos EUA ficou depois dos atentados, então o filme não podia ser pior.

O pico de chamadas deu-se entre as 15 e as 16 horas, aquando do desmoronamento das Torres Gémeas do World Trade Center, onde havia uma antena de televisão e telecomunicações. Nesse período, foram 93 mil as tentativas de comunicar com o outro lado do Oceano Atlântico, mas apenas 8.670 chamadas tiveram sucesso. Ou seja, nove por cento de eficácia.

Também nos telemóveis as chamadas triplicaram o seu volume normal de conversação. Não há dúvida que, mesmo não tendo ninguém nos EUA a quem telefonar, o tema de conversa foi unânime.