China ainda é o melhor sítio para se investir

Este país encontra-se nas boas graças dos fabricantes, que vêm no horizonte os Jogos Olímpicos.

A China continua a ser um mercado particularmente interessante para os fabricantes. Todos querem a sua quota parte, especialmente quando cerca de um bilião de chineses estão prontos para aderir ao wireless.

A Ericsson, por exemplo, duplicou todos os seus investimentos naquele país. Kurt Hellstrom anunciou recentemente numa conferência de imprensa que durante os próximos cincos a marca sueca irá investir cerca de quatro biliões de dólares.

A Motorola tem a mesma estratégia, e anunciou que irá investir três vezes mais na região asiática. Isto significa passar de um investimento de 3, 5 milhões para dez.

Um dos principais focos de atracção são os Jogos Olímpicos de 2008. A China já é presentemente o maior nação móvel com 120 milhões de utilizadores e a estimativa para 2005, segundo o grupo Gartner, é de 343 milhões.

O maior mercado da Ericsson é precisamente este país, uma das possíveis razões será mesmo nome da marca. Em que em chinês Ericsson pronuncia-se «E-li-shin». Quando traduzido em caracteres chineses o impacto ainda é maior. O primeiro símbolo significa amor e o segundo credibilidade e confinaça.