Skip to main content

Clientes baixam e tráfego aumenta

Os operadores móveis portugueses baixaram o número de clientes mas aumentaram o tráfego.

Os mais recentes dados estatísticos compilados pela Autoridade Nacional de Comunicações (Anacom) indicam a existência, no final do segundo trimestre de 2004, de 9,33 milhões de clientes das redes móveis, o que representa uma diminuição de 0,08% face ao trimestre anterior, revelou aquela entidade, acrescentando que, em termos de crescimento anual, observa-se um aumento de 8,2%, correspondente ao acréscimo de 707 mil assinantes.

A ligeira quebra no número de assinantes face ao trimestre anterior resulta essencialmente da redução aproximada de 32 mil assinantes de planos pré-pagos. Já os dados relativos aos detentores de planos de assinatura registam um crescimento de 25 mil assinantes, relativamente ao primeiro trimestre do ano em curso.

A realização do campeonato europeu de futebol Euro 2004, durante o mês de Junho, parece ter tido efeitos no tráfego gerado nas redes móveis, indica a Anacom, sublinhando que os dados agora divulgados mostram uma curva claramente ascendente no segundo trimestre, tanto no número de minutos e chamadas para redes internacionais (mais 18,5% e 22,3%, respectivamente) como no tráfego em minutos originado nas redes internacionais e com terminação móvel, que sofreu um aumento de 21%.

Genericamente, os dados relativos ao tráfego mostram variações positivas. É esse o caso do tráfego originado nas redes móveis, que cresceu neste trimestre 2.656 milhões de minutos e 1.510 milhões de chamadas. É também o que se passa com o tráfego terminado na rede móvel, que aumentou 3,7% se comparado com os primeiros três meses de 2004.

No segundo trimestre de 2004, havia 33.463 números portados entre operadores móveis, valor que traduz uma média de 5 mil novos números portados a cada três meses. No mesmo período, os clientes dos três operadores enviaram 604 milhões de mensagens escritas, o que representa uma variação positiva de 1,2% em relação ao trimestre anterior.