• Início
  • Mobile
  • Co-fundador da Apple compara PRISM à Rússia Comunista

Co-fundador da Apple compara PRISM à Rússia Comunista

Steve Wozniak, co-fundador da Apple, teceu várias críticas ao PRISM, um programa secreto de vigilância que concede acesso directo por parte das autoridades norte-americanas aos servidores das maiores empresas tecnológicas do planeta.

Co-fundador da Apple compara PRISM à Rússia Comunista

Por esta hora já todos ouvimos falar do PRISM, um programa secreto norte-americana que alegadamente concede a agências governamentais dos EUA acesso directo aos servidores de gigantes tecnológicas como a Google, Apple e Facebook, entre outros.

Steve Wozniak, co-fundador da Apple em conjunto com Steve Jobs, teceu várias críticas a este programa norte-americano, tendo inclusive tecido comparações com a Rússia Comunista na medida em que este também persegue e espia utilizadores de todo o mundo.

A Rússia comunista era tão má porque seguiam o seu povo, espiavam-nos, prendiam-nos, punham-nos em prisões secretas, faziam-nos desaparecer. E hoje em dia estamos a ficar cada vez mais assim‘, referiu Wozniak, preocupado com o impacto que tecnologias como o Cloud Computing podem ter, quando associados ao PRISM, na liberdade individual. ‘Não sei como é que isto aconteceu. É tudo extremamente claro na Carta de Direitos. Tudo foi revertido‘.