CTBC alarga rede da Vivo

Os dois operadores móveis brasileiros estabeleceram um acordo para a região do Triângulo Mineiro.

A Vivo assinou um acordo com a operadora móvel CTBC para utilizar a sua frequência em sistema digital, que permite uma maior largura de banda e maior velocidade na transmissão de informação, em Triângulo Mineiro.

O anúncio foi feito, em São Paulo, pelo presidente da Vivo, Francisco Padinha, ao revelar que a empresa assinou um acordo com a operadora de telefonia CTBC que permitirá oferecer «roaming» digital, em tecnologia CDMA, em áreas onde não actua. O «roaming» digital permite uma melhor qualidade do sinal e a utilização de identificador de chamadas e a recepção e envio de mensagens escritas (SMS), acesso à Internet, transmissão de fotos e dados.

Actualmente, o «roaming» dos utilizadores da Vivo que se deslocam para a área de actuação da CTBC é realizado com tecnologia analógica, o que reduz substancialmente a capacidade dos serviços prestados pela empresa. O «roaming» analógico permite apenas a realização de chamadas de voz, sendo ainda vulnerável à clonagem (roubo de números telefónicos através de cópia).

«A CTBC será a única operadora do Brasil a oferecer, na sua área de actuação, as tecnologias CDMA, GSM e TDMA», afirmou o director deste operador, Weber Pimenta de Melo. Com 350 mil clientes, a CTBC, o mais antigo operador móvel privado brasileiro, actua em parte dos Estados de São Paulo, Minas Gerais, Goiás e Mato Grosso do Sul. A base tecnológica da CTBC é actualmente o TDMA mas, a partir de Dezembro de 2004, iniciará a migração de sua rede de telecomunicações para a tecnologia GSM.