Ericsson investe na China

Anunciado novo centro de I&D.

O centro terá inicialmente meia centena de investigadores e, segundo a Ericsson, o anúncio desta abertura é mais uma demonstração do empenho da empresa no mercado chinês, indo contribuir para satisfazer as necessidades específicas do mercado local, que se encontra em rápido crescimento.

A multinacional sueca fabricante de equipamentos de telecomunicações tem já cinco outros centros de investigação na China, designadamente em Pequim, Guangzhou, Shanghai, Qingdao e Chengdu.