• Início
  • Mobile
  • Escrita Inteligente de Mensagens. T9 e outros ‘Truques’

Escrita Inteligente de Mensagens. T9 e outros ‘Truques’

Se envia usualmente mensagens escritas e ter de carregar três vezes na mesma tecla para obter uma única letra o irrita soberanamenete descubra o T9 e os sistemas de escrita predictiva

Os teclados numéricos não são a forma mais fácil de introduzir texto nos telemóveis, devido ao número de toques necessários até que a letra desejada apareça no ecrã. Como a tendência actual é de que cada vez mais se utilize o terminal para escrever mensagens SMS ou e-mails, a redação de textos ou de frases pode-se tornar numa dor de cabeça para o utilizador. Para resolver este problema, os fabricantes adoptaram várias soluções, como a Ericsson que desenvolveu um teclado alfanumérico que pode ser acoplado ao telemóvel para a escrita de mensagens. Mas a solução mais prometedora surgiu da empresa Tegic Communications, a qual desenvolveu o sistema T9 Text Input de escrita inteligente de mensagens que já foi adoptado em vários modelos de telefones movéis.

O LOPT – Linguistically Optimal Predictive Text

Um método concorrente do T9 e do seu sibling da Motorola, o iTAP, é o sistema LOPT (Linguistically Optimal Predictive Text) da empresa Eatoni Ergonomics. A Eatoni está endividar esforços para conseguir a sua adopção pelos grandes fabricantes com um argumento de peso: o LOPT vai mais longe do que o T9 ao facilitar a previsão não só de letras como de palavras, URLs, abreviaturas, endereços etc…

A Eatoni desenvolveu duas versões do LOPT: a “LetterWise” e a “WordWise”. No primeiro caso o software promete reduzir para metade o número de teclas digitadas e sequências de letras para cada palavra, cabendo facilmente num cartão SIM fornecido pelas operadoras e estando dotado da habilidade de passar a reconhecer termos arbitrários introduzidos pelo utilizador. No segundo caso o software está especialmente optimizado para prever a totalidade da palavra a partir das letras iniciais.

Como Funciona o T9?

Para utilizar o sistema T9 é necessário que o terminal disponha esta opção (uma lista não exaustiva dos modelos encontra-se mais abaixo) e em alguns casos activar a opção dentro das configurações do telemóvel. Podem existir diferenças entre terminais, o que torna necessário uma consulta ao manual, de forma a descobrir as particularidades (que tecla carregar para introduzir símbolos, como trocar de maiúsculas para minúsculas, etc.).

Com a opção activada e estanto prontos a escrever a mensagem, o primeiro aspecto a ter em atenção é o seguinte: calma. Já não é preciso carregar 4 vezes no 9 para introduzir o Z ou estar pressionar o botão até que a letra desejada finalmente apareça. O sistema T9 funciona interpretando as combinações de números que introduzimos e fazendo-as corresponder a palavras dentro de um dicionário. É apenas necessário um toque para cada letra – quando estiver a escrever, experimente olhar apenas para o visor no fim da palavra se a confusão de letras sem sentido o está a baralhar.

Imagine que pretendia escrever uma mensagem SMS a dizer: Estou atrasado amor. No quadro a seguir está uma descrição do que aparece no visor ao teclar cada número.

2 E 28 av 0 (espaço)
27 Dr 287 cup 2 a
278 Est 2872 cura 26 ao
2786 Esto 28727 atrás 266 com
27868 Estou 287272 atrasa 2667 anos
0 (espaço) 2872723 atrasad * bons
2 a 28727236 atrasado * amor

No caso de amor, devido a existir mais do que uma palavra em português que pode ser escrita ao teclar-se 2667, o sistema T9 apresentou a palavra anos. Contudo, um toque no botão cardinal ou asterisco (depende dos modelos) permite alternar entre as várias possibilidades. Também se pode ver a necessidade de ignorar o que se encontra escrito no visor, quando se vai a meio da palavra e parece que irá surgir algo que não tem nada a haver com o que se pretendia escrever. Para escrever esta frase foram necessários 21 toques no teclado. Caso se tivesse de introduzir letra a letra, com vários toques no botão para cada uma, este número estaria mais próximo dos 35.

Quando a palavra pretendida não aparece, mesmo depois de alternar entre as várias opções possíveis (caso existam), torna-se necessário escrevê-la utilizando o método tradicional. Contudo, em alguns casos é possível introduzi-la dentro da base de dados do sistema, de forma a que mais tarde o programa passe a apresentá-la. Como se pode ver no exemplo, as maiúsculas e acentos são introduzidos automaticamente.

O T9 encontra-se disponível em várias línguas para além do português, como inglês, francês, castelhano, italiano, alemão, etc. Os terminais podem estar equipados com mais que um dicionário, permitindo ao utilizador utilizar o sistema para escrever mensagens em várias línguas.

Um exemplo mais prático do modo de funcionamento pode ser encontrado na “homepage” do T9.

Terminais equipados com T9

Terminais equipados com T9 no nosso expositor