Skip to main content

GSM pronta em Minas gerais

Operador brasileiro Telemig anunciou entrada em funcionamento.

O presidente da operadora, Ricardo Grau, refere em comunicado que, até final do próximo ano, metade dos 2,5 milhões de clientes deverão migrar da tecnologia CDMA para GSM.

De acordo com os analistas, o lançamento da rede GSM dificulta uma eventual compra da Telemig pela Vivo, joint-venture entre a Portugal Telecom e a espanhola Telefónica Móviles, uma vez que esta actua com tecnologia CDMA.

A Vivo, que actua em Minas Gerais através de acordos de roaming, está à procura de cobertura própria neste estado, que representa a terceira maior economia do Brasil.

A Telemig Celular vai lançar, no final deste mês, uma campanha de comercialização de telemóveis GSM com preços promocionais de 79 reais (22 euros, à taxa de câmbio actual), com pagamento em 10 prestações. O objectivo da Telemig Celular é atrair clientes dos operadores italiano TIM e brasileiro OI, que já utilizam a tecnologia GSM, em Minas Gerais, indicou Ricardo Grau.

A Telemig Celular controla a Amazónia Celular, que também passará a operar com tecnologia GSM na sua área de actuação, a qual abrange cinco Estados da região Norte do Brasil, com cerca de 1,2 milhões de utilizadores.

O presidente da Telemig Celular adiantou que foram investidos 250 milhões de reais (70 milhões de euros) na mudança de tecnologia, nos dois últimos meses. A Telemig Celular é considerada «a jóia mais cobiçada» da telefonia móvel brasileira por causa dos seus indicadores financeiros favoráveis, segundo os analistas de mercado. A empresa foi recentemente destaque do sector de telecomunicações no ranking das 400 melhores empresas editado pela revista «Isto É Dinheiro», com o melhor índice de rentabilidade financeira.