Guiné Telecom pode fechar

Participada da PT tem “buraco” financeiro.

O Estado da Guiné-Bissau deve 30 milhões de euros à Guiné Telecom, detida em 40% pela Portugal Telecom, estando a empresa luso-guineense a aguardar desde Outubro de 2006 um sinal do governo para desbloquear a situação.

A situação foi confirmada à Agência Lusa pelo presidente do Conselho de Administração da Guiné Telecom, o português Guilherme Aniceto, que afirmou que a empresa foi obrigada a parar com os investimentos no país.

Entretanto, os directores guineenses da empresa enviaram um comunicado à Lusa em que alertam para o risco de a empresa fechar as portas e deixar de fornecer comunicações fixas e móveis, devido à situação gerada.