Hong Kong já sabem quem vai operar redes 3G

Atribuídas quatro licenças aos interessados. Sem leilão e a preços de desconto.

Hong Kong, região administrativa especial chinesa e terra de oportunidade sabe como ninguém, em comércio, fazer as coisas com lisura, fair play e eficiência. Não houve necessidade de leilão para atribuir quatro licenças à Hutchinson (joint venture da empresa do mesmo nome com a NTT DoCoMo); CSL; Smartone; e Sunday Communications.

Todas as empresas já marcam presença no território. No entanto, antes da decisão ser final, os quatros futuros operadores terão de provar que não têm relação entre si. A emissão das licenças deverá ser efectivada até ao final do ano.

As firmas locais levaram a melhor face à concorrência de fora e vão pagar anualmente, cada uma, pela exploração, cerca de milhão e meio de contos durante os primeiros cinco anos, após o que deverão entregar 5% das suas receitas e por um período de 15 anos.