Hutchinson compra um milhão de terminais 3G

A operadora britânica quis jogar pelo seguro. Quem esfregou as mãos de contente foi a NEC.

A Hutchinson quis precaver-se de um autêntico assalto às lojas de telemóveis e já comprou um milhão de aparelhos 3G, a contar com o futuro. Curiosamente a um fabricante muito pouco implantado na Europa, a NEC. No entanto, ficou o aviso: a Hutchinson terá telemóveis para vender aos seus clientes.

Sucede, muitas vezes, no mercado das tecnologias, o passo ser maior do que a perna. Recorde-se os problemas que a Sony teve nos Estados Unidos, aquando do lançamento da PS2: havia consolas, mas não havia…jogos.

A Hutchinson, uma das operadoras de telecomunicações móveis britâncias que venceu uma licença UMTS, não quis cometer o mesmo erro e antecipou o futuro mais que provável de não haver telemóveis suficientes para responder à procura dos clientes interessados no novo sistema UMTS.

A japonesa NEC, tradicionalmente muito pouco comercializada na Europa, por seu lado, esfregou as mãos de contente ao ver um pedido de um milhão de telemóveis 3G feito por um operador europeu.

A Hutschinson está, entretanto, a tentar comprar licenças 3G em outros paises europeus, como é o caso da Noruega e da Irlanda. A Motorola também é uma das marcas com acordo comercial com a Hutchinson, sendo que esta operadora deverá anunciar um terceiro fornecedor de telemóveis.

A venda dos primeiros aparelhos deverá ser feita no último trimestre do próximo ano.