Incêndios custam à PT cerca de 3,5 milhões de euros

O fogo que continua a lavrar nas florestas portuguesas não poupa nada nem ninguém. O operador fixo faz contas aos prejuízos.

Álvaro Roquette, da unidade de telefonia fixa de PT Comunicações, afirmou ao semanário Expresso que os danos não estavam cobertos por qualquer tipo de seguro. Recorde-se que os incêndios que arrasam Portugal já mataram quinze pessoas e destruíram centenas de quilómetros quadrados de floresta desde o final de Julho. Roquette afirmou ainda que os fogos destabilizaram os servicios telefónicos, tanto ao nível da rede fixa como da móvel, para além de ter destruído cabos telefónicos de cobre e 90 quilómetros de cabos de fibra óptica. Os materiais de substituição estavam “quase totalmente esgotados”, concluiu.