• Home
  • Notícias
  • Interesse dos consumidores pela Black Friday aumenta – saiba como aproveitar

Interesse dos consumidores pela Black Friday aumenta – saiba como aproveitar

Imagem de Karolina Grabowska por Pexels O período marcado pelos grandes descontos traz também uma pesquisa crescente pelo termo Black Friday, indicando o uso de estratégias principalmente pelo marketing A preparação das lojas para a Black Friday começou no início do mês, embora a verdadeira data seja na última sexta-feira, 25 de novembro. O período […]

Imagem de Karolina Grabowska por Pexels

O período marcado pelos grandes descontos traz também uma pesquisa crescente pelo termo Black Friday, indicando o uso de estratégias principalmente pelo marketing

A preparação das lojas para a Black Friday começou no início do mês, embora a verdadeira data seja na última sexta-feira, 25 de novembro. O período marcado pelos grandes descontos é um dos mais importantes do mercado e as lojas, tanto com estabelecimentos físicos quanto online, devem aproveitar o aumento do interesse pelo termo, inclusive nos motores de busca.

Segundo o estudo Tendências e Insights da Black Friday 2022, o aumento do interesse do consumidor pela Black Friday começou dois meses antes da data. Ao longo desse período, o consumidor acompanhou a evolução dos preços com a finalidade de aproveitar os melhores descontos.

Outro dado importante relacionado à Black Friday refere-se ao ticket médio de compras, isto é, o quanto o consumidor pretende gastar. Diante disso, é fundamental que o proprietário da loja use estratégias para atrair clientes, inclusive estratégias relacionadas ao marketing digital, para aumentar o volume de vendas.

O que mostra o interesse dos consumidores pela Black Friday?

O volume de pesquisas pelo termo “Black Friday” é incrivelmente alto. Só para ilustrar, de acordo com a ferramenta Semrush, no intervalo de um mês, o volume foi de 49.500 pesquisas pela palavra-chave, em Portugal.

As estatísticas comprovam o aumento do interesse no intervalo de dois meses que antecedem a data. Em agosto, o volume de pesquisas foi de 8.100, considerando dispositivos móveis e desktop. Em setembro, houve o salto para mais de 49 mil pesquisas, o que se manteve nas semanas seguintes.

Quando avaliamos as principais lojas de eletrodomésticos de Portugal, vemos que o volume por termos com Black Friday aumenta muito nessa época. Por exemplo, segundo o Semrush, ‘black friday Worten’ tem 2.400 pesquisas em novembro e apenas 1.800 pesquisas de ‘Worten’. Para ‘Fnac’ temos 673.000 pesquisas, e 720.000 pesquisas para o termo ‘black friday Fnac’. São 246.000 pesquisas por Media Markt e 550.000 pesquisas por Rádio Popular. Há muitas chances de aumentar as visitas nessa época do ano aproveitando esse volume e o interesse do consumidor.

Segundo Guilherme da Luz, especialista em SEO, é importante também analisar de onde é que o consumidor realiza essas pesquisas, para ajudar a entender o seu comportamento. Embora a maior parte das pesquisas ainda seja feita por desktop, percebe-se um crescimento contínuo de pesquisas em dispositivos móveis. O que isso significa? Que o consumidor tanto pesquisa como compra o que deseja de onde estiver.

Bom, e o que o volume de pesquisas do termo diz respeito às estratégias de venda? Num mercado cada vez mais vinculado à tecnologia, as empresas precisam garantir presença contínua no ambiente digital. Para isso, deve aplicar ferramentas de marketing digital, inclusive técnicas de SEO.

Para quem ainda desconhece, o termo Search Engine Optimization é a estratégia de otimização para que o seu site tenha preferência nos motores de busca, por exemplo, o Google. Assim, é imprescindível o uso das palavras-chave, ou seja, os principais termos que o usuário insere para pesquisar a respeito de determinado assunto.

No caso da Black Friday, não se trata apenas de usar o termo, como também:

  • utilizar textos âncoras (links internos e externos) que deem autoridade ao site
  • criação de conteúdos relevantes
  • otimização off-page e on-page

Caso o proprietário da loja não tenha conhecimento na área, vale a pena contratar um profissional especializado ou, pelo menos, uma consultoria de marketing.

O que o consumidor espera da Black Friday?

Para entender o interesse dos consumidores pela Black Friday, é preciso compreender os comportamentos e padrões de consumo em relação à data e outras semelhantes. Um deles é o crescimento do e-commerce, principalmente devido à pandemia. As pessoas preferem, cada vez mais, fazer compras do conforto das suas casas e evitam as compras presenciais.

Em 2021, por exemplo, as compras online atingiram 18% do total das vendas na Black Friday. Houve, ainda, um crescimento na digitalização dos pagamentos, principalmente no que diz respeito ao uso do telemóvel. Um dos principais meios, a propósito, foi a MB Way, refletido também nas compras físicas.

Sobre o ticket médio, em 2021, os portugueses gastaram, em média, 66,3 euros em pagamentos no cartão. A expetativa é de que, em 2022, os gastos alcancem 326 euros, principalmente com produtos de tecnologia.

Interessante observar, também, que apesar de dividirem as compras ao longo do mês, em virtude de ações como Black Week ou Black November, muitos ainda aguardam pela data em si. Isso porque, normalmente, há promoções mais agressivas, o que consequentemente traz descontos mais vantajosos.

Logo, percebe-se algumas tendências apontadas para a Black Friday 2022, como:

  • vendas divididas ao longo do mês, mas com forte apelo no dia 25 de novembro
  • preferência por compras online e pagamentos via MB Way, ainda que haja o retorno do consumidor às lojas físicas

Com estes dados, as lojas podem preparar as suas estratégias com o objetivo de impulsionar as suas vendas.

Como aumentar as vendas na Black Friday

Uma das estratégias certeiras para impulsionar as vendas na Black Friday é entender a jornada de compra do cliente, desde o momento em que ele decide comprar até fechar o negócio. Isso inclui motores de busca, período de antecedência e os principais produtos.

Além disso, é preciso chamar a atenção do consumidor, que anda cada vez mais conectado. Deste modo, é imprescindível apostar nas estratégias de marketing digital, em especial, técnicas de SEO. Assim, garante-se presença online e, sobretudo, convertem-se pesquisas em vendas efetivas.