• Início
  • Apps
  • Internet na Coreia do Norte? Vão buscar o Instagram

Internet na Coreia do Norte? Vão buscar o Instagram

Por enquanto o Instagram ainda não foi proibido pelo governo de Pyongyang, o que permite que vários fotojornalistas partilhem fotos da nação em tempo real.

A Coreia do Norte quer ser melhor vista pelo Ocidente, e uma das medidas que implementou recentemente para sublinhar essa maior abertura passou por permitir que visitantes estrangeiros tivessem acesso à Internet – através da rede 3G do país – nos seus smartphones, que aparentemente já não têm que ser confiscados pelas autoridades. O que nos traz ao Instagram.

A popular aplicação detida pelo Facebook passou a ser a ferramenta de trabalho de David Guttenfelder, fotojornalista da Associated Press, que pela primeira vez na história – de que se tenha conhecimento – se encontra a divulgar imagens em tempo real, com referências como a geolocalização das mesmas, daquele que é o estado mais fechado do mundo.

Internet na Coreia do Norte? Vão buscar o Instagram

De acordo com o Jornal de Notícias, esta será a vigésima viagem de Guttenfelder à Coreia do Norte, que refere que a partilha de fotos através do Instagram é uma forma poderosa de se ligar ao mundo exterior através de um dos países mais isolados do planeta. Faz questão de sublinhar, contudo, que para todos os nortes coreanos que não têm acesso aos mesmos serviços, a janela continua firmemente fechada.

Este fenómeno foi inclusive merecedor de destaque no próprio blogue do Instagram, que muito recentemente anunciou ter atingido a meta dos 100 milhões de utilizadores activos. Afinal parece que a popularíssima aplicação de Kevin Systrom não serve só para fotografar pés na praia ou pratos de comida. O que pensam desta vertente fotojornalística aplicada neste contexto? Deixem-nos o vosso feedback!