iPhone 6 rouba quota de vendas a smartphones Android

Os dados vêm da Kantar Worldpanel Comtech, que analisou as vendas de smartphones em nove países

 

 

*Artigo publicado também no iOnline


São boas notícias para a Apple, uma vez que os dados da Kantar Worldpanel sugerem que oito em nove dos países analisados pela empresa viram a quota de mercado da tecnológica norte-americana aumentar.

[relacionadas_esquerda]Em contrapartida, a quota de mercado pertencente a todo o segmento Android diminuiu, mas a plataforma da Google continua a dominar o mercado global. Os resultados foram divulgados esta quarta-feira.

Ao longo de três meses – Setembro, Outubro e Novembro – o iOS aumentou a sua quota de vendas anual em oito mercados comparativamente ao mesmo período de 2013. Nos EUA passou de 43,1% para 47,4%, enquanto que na Austrália passou de 35% para 44,9%.


Também se verificou uma subida da quota de vendas na União Europeia, ainda que menos acentuada do que nos territórios mencionados anteriormente. Os dados só dizem respeito aos cinco principais mercados europeus (Reino Unido, Alemanha, França, Itália e Espanha): de 17,5% a empresa passou a usufruir de 23,8%.

Na China, e apesar dos desafios que a Apple tem vindo a enfrentar nos últimos anos para conquistar aquele mercado, também se verificaram resultados positivos: passou de 17% para 18,1%, de acordo com a Kantar Worldpanel. O iPhone 6 só começou a ser vendido na China a partir do dia 17 de Outubro.

Dos países analisados, só o Japão parece ter contrariado a tendência de subida nas vendas do iPhone 6. Em 2013, contudo, o nível de vendas registado durante aquele período terá sido bastante superior ao esperado, uma vez que coincidiu com a disponibilidade do iPhone num dos principais operadores daquele país, a NTT DoCoMo.


Android perde vendas

Apesar das quedas verificadas, o Android continua a ser a plataforma mais vendida em todo o mundo. Os dados da Kantar Worldpanel referem uma queda em cinco dos nove países analisados: nos EUA passou a usufruir de uma quota de 48,4% contra os 50% registados no período anterior.

Na Austrália esta quota desceu para os 45% face aos 55,1% registados no mesmo período em 2013. Na Europa passou de 69,9% para 68,8%, enquanto que na China viu a sua quota aumentar de 78,6% para 80,4%. Esta subida, explica a Kantar, pode ter sido alavancada pelas fabricantes locais.

« A Xiaomi permanece a maior contribuidora para o sucesso do Android, já que representou uma média de 30,2% das vendas nos três meses que culminaram em Novembro, um aumento de 18% face a 2013 »; Tamsin Timpson, analista da Kantar Worldpanel.

O declínio registado nos EUA e nos mercados europeus foi o primeiro registado desde Setembro de 2013.