Skip to main content

Iridium: Motorola pode ter de indemnizar credores

Ao mesmo tempo que o novo consórcio inicia operações

Ao mesmo tempo que um tribunal americano, na passada quinta-feira, deu luz verde aos credores da antiga Iridium para processarem o seu principal investidor, a Motorola, por perdas e danos, a nova Iridium LCC, nascida das cinzas da antiga anunciou a sua intenção de iniciar operações no início do mês que vem. Lembre-se que o consórcio Iridium faliu em 1999, tendo posteriormente sido adquirido por um valor simbólico e renomeado Iridium Satellite LCL. Os credores do consórcio original não se conformam e vão pedir dois biliões de dólares à Motorola, principal responsável pelo projecto inicial, em indemnizações, unidos em torno de uma firma nova, a Iridium Litigtion LCC, encarregue de gerir o processo judicial e de gerir os 47 milhões de dólares desde já disponíveis para gastos com o quesito. A Motorola, que pela primeira vez anunciou perdas o ano passado, reagiu recordando ter ela própria perdido biliões de dólares com a falência. Entretanto, a Iridium Satellite LLC afirma já ter concluído acordos com treze operadores para oferecer serviços comerciais de dados e voz, a partir já de Abril. Os operadores, que incluem a Eurocomm, a Fibelertel e a Infosat vão vender os serviços Iridium a um clientela predominantemente industrial e governamental, redefinindo a estratégia comercial da empresa.