Iridium sai beneficiada da onda terrorista

Em venda de telefones por satélite e no aumento do seu uso…

A Iridium Satellite, herdeira do defunto e falido consórcio capitaneado pela Motorola, está a facturar à conta da recente vaga de ataques terroristas aos Estados Unidos e da consciência da vulnerabilidade a eles das redes móveis convencionais.

Os telefones de modo dulpo GSM e Satélite da Iridium asseguram uma cobertura permanente e revelam-se especialmente valiosos em situações de crise. Carlton Jennings, director da Quadrant Austrália, um dos investidores na Iridium, garantiu que a empresa verificou «um grande aumento das receitas não só em vendas mas no uso».

Como cliente principal a «nova» Iridium contava até há pouco com o departamento de Defesa Norte-Americano que paga à operadora 72 milhões de dólares para assegurar o uso de 20 mil telefones por parte do seu pessoal. A companhia, porém, está agora, com a inauguração do serviço de dados e novos modelos de telefone Motorola, novamente, a relançar-se junto do mercado junto dos clientes «civis», individuais e empresariais.