Japoneses entusiasmados com m-commerce

Comércio através de telemóvel cresce a olhos vistos. Há já quem tenha feito mais de 10 compras pelo telefone celular.

Os japoneses aderiram bem ao comércio via telemóvel. Não há dúvida que a terceira geração pode ter contribuído para esse crescimento, mas ninguém mais põe em causa o potencial do telemóvel, como fonte de qualquer tipo de receita.

Um inquérito feito no país do Sol Nascente demonstrou que 32% da população tenciona fazer compras através do seu telefone celular. Mas o mais surpreendente é que 18% dos actuais utilizadores confessou já ter feito mais de 10 compras por este meio.

Mas o panorama nipónico nem de longe nem de perto se pode comparar ao europeu. A taxa de acesso à internet via telemóvel já vai nos 63,3% dos utilizadores das redes de comunicação móvel. Uma margem demasiado ampla para servir de termo de comparação a uma Europa ainda na era primitiva em relação ao Japão, no que toca a telecomunicações. E esta percentagem inclui clientes de PDA`s.

Neste estudo, que é feito semestralmente no Japão, ficaram ainda bem vincadas as preferências dos mais diversos tipos de utilizadores. Os homens estão mais inclinados para os cd`s e livros enquanto que as mulheres viram-se para a alimentação e vestuário. Os mais novos preferem, naturalmente, os bilhetes (cinema e concertos) e o download de toques e logos. Os mais velhos são atraídos principalmente pelas viagens e pelas informações económicas (bolsa).