MAXITEL apresenta estratégia da empresa para o ano 2000

Mais de trinta milhões de contos é a verba que a MAXITEL tem prevista para a implementação de toda a sua estratégia para os próximos cinco anos.

«O ano 2000 marca a entrada num novo século e assume especial importância para a MAXITEL – empresa líder em telecomunicações empresariais – que, a partir do primeiro dia desse ano, expande a sua actividade como operador de telecomunicações para o mercado residencial. Foi este o mote de uma apresentação realizada pela MAXITEL em Lisboa e no Porto, nos dias 21 e 22 de Outubro, respectivamente. Mais de trinta milhões de contos é a verba que a MAXITEL tem prevista para a implementação de toda a sua estratégia para os próximos cinco anos. Com o objectivo de abranger os mercados empresarial e residencial, de Norte a Sul do país, a MAXITEL pretende ser um operador global no mercado de telecomunicações que, a partir de 1 de Janeiro do próximo ano, se adivinha bastante competitivo e complexo, devido à liberalização a que vai ser sujeito. Procurando diferenciar-se da concorrência, através do serviço ao cliente e da inovação em termos de produtos, a MAXITEL prevê finalizar em Dezembro de 1999 o projecto de lançamento de produtos para consumidores directos e indirectos que prometem superar os que até agora eram comercializados no mercado nacional. É precisamente com base numa forte aposta no serviço ao cliente e na inovação de produtos que a MAXITEL prevê atingir uma quota de cerca de 30% no mercado dos novos operadores de telecomunicações. Uma quota que vai marcar claramente o crescimento da empresa, com a entrada no mercado residencial – de referir que, actualmente, a MAXITEL detém cerca de 45.000 utilizadores dentro do mercado empresarial (o que corresponde a uma quota de mercado de 65%, nas comunicações empresariais liberalizadas). “De acordo com o planeamento estratégico em curso, a MAXITEL prevê atingir o break-even em 2002”, refere Sequeira Braga, Presidente da empresa. Dentro da estratégia definida encontra-se a mudança de imagem recentemente desenvolvida pela MAXITEL. Esta mudança de imagem tem como base uma série de objectivos estratégicos, como seja o posicionamento da MAXITEL como uma empresa mais próxima do consumidor, sem as complexidades geralmente atribuídas ao mercado das telecomunicações. O lançamento da nova imagem, caracterizada agora por um trevo de quatro folhas e pelas cores verde e violeta, envolveu uma verba de superior a 450 mil contos, distribuída pela concepção estratégia, produção e desenvolvimento de toda a campanha de Marketing e Publicidade, que inclui anúncios de televisão, rádio e imprensa, material de merchandising e outras acções de comunicação. Da responsabilidade da agência de publicidade espanhola Tactis, o primeiro filme de televisão vai para o ar já no próximo Domingo, dia 24 de Outubro, e vai estar presente em horário nobre na RTP, SIC e TVI. Em termos de rádio, o spot MAXITEL vai passar nas principais estações nacionais. Finalmente, o plano de imprensa inclui uma série de meios, desde os diários, semanários, especializados em economia e telecomunicações, até revistas generalistas e sociais. Para a comunicação publicitária a realizar durante o ano 2000, a MAXITEL prevê um investimento na ordem de um milhão e meio de contos. A MAXITEL é já hoje o segundo operador de serviços telefónicos empresariais, possuindo um portfólio completo de serviços de telecomunicações desde os serviços telefónicos nacionais e internacionais, aos serviços de rede, às comunicações via satélite e serviços de consultadoria. A MAXITEL gere mais de 45.000 linhas telefónicas e possui actualmente uma rede com 10 nós, que possibilita uma cobertura de todo o território nacional.»