Microsoft Kill Kin

Dois meses depois da apresentação do seu modelo dedicado aos jovens, a Microsoft abandona o projecto do seu telemóvel Kin – um telemóvel

Partilhar

Depois do comunicado oficial onde é revelado que o Kin nunca irá chegar à Europa começaram rapidamente a surgir imensos comentários e desevolvimentos ao tema. a CNET  confirma a posição da Microsoft  e adianta que toda a equipa de desenvolvimento foi transferida para o projecto do novo sistema operativo mobile o Windows Phone 7. Em declarações ao site a Microsoft afirmou: “We have made the decision to focus exclusively on Windows Phone 7 and we will not ship KIN in Europe this fall as planned,” adiantando que “Additionally, we are integrating our KIN team with the Windows Phone 7 team, incorporating valuable ideas and technologies from KIN into future Windows Phone releases. We will continue to work with Verizon in the U.S. to sell current KIN phones.” Portanto, e terminando a tradução das declarações publicadas, a Microsoft irá continuar a distribuição destes equipamentos através da Verizon nos Estados Unidos.

Já a Wired tenta explicar o falhanço deste equipamento em 4 principais motivos: Um sistema operativo que não era bem o Windows Phone 7 nem o WinMo, a segunda razão serio o preço demasiado elevado, a terceira razão a inacapacidade do equipamento de ter jogos ou aplicações e a quarta razão, o equipamento não tinha um ar cool.

Os comentários e questões que estão a ser levantadas depois desta revelação indicadora ou não de mau presságio para o novo sistema operativo da marca. Um equipamento que está no mercado há menos de 2 meses (50 dias) será um sinal que a Microsoft está a perder a fé na cena mobile? Esta é uma questão pertinente colocada pela site InformationWeek.

Outra questão se levantou também sobre a relevãncia das redes sociais num equipamento mobile. É certo que são importantes, mas não são O ESSÊNCIAL. Os utilizadores hoje estão muito mais interessados no desempenho e na conectividade do seu equipamento num misto de utilização semi profissional, com uma forte vertende lúdica, mas nunca exclusivamente lúdica. O preço dos equipamentos ainda é demasiado alto para ter 2 smartphones e para além disso, porquê 2 se pudemos ter tudo num só equipamento mesmo ali à mão?

O Kin não é um projecto exclusivo da Microsoft pois tal como o Google se aliou à HTC para criar o seu Nexus One, a Microsoft recorreu à finlandesa Elcoteq para os seus Kin. A Reuters já adiantou hoje que a empresa está a realizar uma auditoria para determinar até que ponto este cancelamento irá afectar o seu valor de mercado e que prejuízos poderá trazer para a empresa.


Cristina Brites – Telemoveis.com

*** Este texto NÃO foi escrito de acordo com o novo Acordo Ortográfico***

Telemoveis.com on Facebook
Siga-nos no Twitter!