NOTA! Este site utiliza cookies e tecnologias similares.

Se não alterar as configurações do seu navegador, está a concordar com a sua utilização.

Compreendo
Ericsson quer evitar participação maioritária da Nokia na Symbian

Ericsson quer evitar participação maioritária da Nokia na Symbian

terça-feira, 23 março, 2004 /
Ericsson quer evitar participação maioritária da Nokia na Symbian O fabricante sueco de infraestruturas móveis vai aumentar a sua participação no fabricante de software para smartphones. Segundo uma notícia publicada no Financial Times, o fabricante finlandês havia concordado em Janeiro na compra de 31,1 por cento da Symbian à Psion, mas os accionistas com direito de preferência impediram que a Nokia ficasse com 63,3 por cento das acções. Actualmente a Ericsson é o maior accionista a seguir à Nokia com 17,5 por cento de participação, seguido da Panasonic com 7,9 por cento, Samsung 5 por cento, Siemens 4,8 por cento e Sony Ericsson, com 1,5 por cento. Em declarações ao jornal, Carl-Henric Svanberg, director executivo da Ericsson: «A Nokia tem de permanecer abaixo dos 50 por cento, caso contrário a Symbian torna-se numa plataforma Nokia.» Svanberg afirmou ainda que a Sony Ericsson e a Ericsson vai actuar como uma equipa, e que se todos os accionistas exercerem o seu direito de preferência, a participação da Nokia na Symbian não deverá ultrapassar os 46,7 por cento.
3,715