Skip to main content

NEC faz alianças estratégicas

Revelação nos próximos meses sobre telemóveis e chips.

Contrariar as perdas na área móvel e de semi-condutores é uma necessidade urgente do terceiro maior conglomerado japonês de electrónica, que registou uma quebra de 78% nas receitas operacionais da primeira metade do ano fiscal que terminou a 30 de Setembro passado.

No que toca ao negócio dos telemóveis, a NEC está a considerar alianças para o desenvolvimento e marketing, bem como uma completa integração das operações com os produtores de terminais. «Estamos a considerar um período de seis meses para decidir a direcção a tomar», declarou um porta-voz da empresa.

A companhia, sedeada em Tóquio, prevê que o volume de negócios de telefonia móvel, sector que regista uma lenta procura no Japão e uma feroz competição nos restantes mercados, venha a ser marcado por perdas operacionais acima dos 30 biliões de ienes (257,7 milhões de dólares) no período fiscal que termina a 30 de Março de 2006.

No que toca às operações de semi-condutores, a NEC admite avançar para uma parceria de produção dos chips dentro de um ano e meio.

A NEC Electronics Corp., oitavo produtor mundial de chips e detida em 70% pela NEC, anunciou em Novembro ter desenvolvido chips em cooperação com a Toshiba Corp para partilhar os pesados custos do desenvolvimento e conseguir responder mais rapidamente às necessidades do mercado.