Nokia 6200: o terminal das Américas

Estará a Nokia a correr contra o tempo? Agora foi a vez do mercado americano ser presenteado com o modelo 6200.

O modelo 6200, avaliado de uma forma muito superficial, parece ser um Nokia, muito embora o design e o teclado façam lembrar algo mais requintado, quem sabe, uma peça áudio da Bang and Olufsen!

É, apesar de tudo, um terminal de interessantes características. Terá suporte tri-band às redes GSM, GPRS e EDGE em frequências 850/1800/1900Mhz. Segundo a Nokia, um modelo óptimo para quem viaja, dada a sua versatilidade de sistemas e, atribuindo algum significado ao local que a marca finlandesa escolheu para o apresentar, parece ser um modelo direccionado ao mercado americano, o que significa que só o poderemos ter nas nossas lojas caso haja importação paralela.

Aliás, a inclusão do suporte ao EDGE é uma prova forte disso mesmo. É que este sistema foi criado como o segundo passo norte-americano, a caminho da terceira geração (muito mais atrasada nos Estados Unidos), enquanto os europeus optaram pelo GPRS. Tal como o GPRS foi uma actualização às redes GSM existentes, também o EDGE poderá ser uma actualização ao TDMA.

O Nokia terá um clássico modem de 56k, mas cujas velocidades de transmissão podem ascender aos 118.4 Kbs. Em modo GPRS a velocidade máxima permitida será de 40.2 Kbs. Terá incluídas as funções mais básicas que um homem de negócios, viajado, poderá exigir de um telemóvel, como um ecrã de 4.096 cores, com uma resolução de 128×128 pixels, WAP browser 1.2.1, compatível com XHTML e, claro, linguagem Java.Tem infra-vermelhos, mas falta-lhe o bluetooth, que não parece ser uma tecnologia muito do agrado da Nokia, ou não tivesse sido ela criada e desenvolvida pela arqui-rival sueca Ericsson.

Na área multimédia, as funções não são desapontantes. Para além da óbvia capacidade MMS, este modelo suporta toques polifónicos, em formato MIDI (quatro tons), tem rádio FM integrado e todas as funções de voz presentemente conhecidas (memo de voz, gravação de voz, marcação por voz e comandos de voz). Será possibilitado o seu up-grade pela internet. As suas dimensões são 106x45x19mm, pesa 80 gramas e tem uma bateria Li-Ion, que lhe confere uma autonomia de oito dias em stand-by ou quatro horas de conversação. Estará disponível no mercado norte-americano no início de 2003 e custará cerca de 300 dólares, basicamente o mesmo valor em euros.