Nokia aperta o cinto

O fabricante finlandês toma esta medida pouco antes da divulgação do relatório do terceiro trimestre.

É já no dia 19 deste mês que a Nokia irá apresentar o relatório com os resultados do terceiro trimestre. Tudo parece apontar para um apertar de cinto por parte do fabricante finlandês. A avaliar pelos despedimentos na unidade de produção alemã (cerca de 300 empregados), junte-se os cerca de 260 empregados noutro complexo na Finlândia e a recente redução da força de trabalho na Nokia Portugal em cerca de 32%, e temos o fabricante a precaver-se ou se quiserem a preparar-se para enfrentar a recessão mundial que se adivinha. O sol quando nasce é para todos e, pelos vistos, as recessões também.