Nokia E7 review

Leia a nossa review ao Nokia E7 e saiba o que pensamos deste telemóvel Nokia. O Nokia E7 corre o mais recente sistema Nokia Symbian Anna.

No Telemoveis.com sempre fomos fãs da Nokia, mas devemos admitir que os modelos mais recentes não nos cativam especialmente. Nem tanto pela estética, ou pela adesão à tendência smartphone, mas porque o sistema Symbian passou para segundo plano.

O Nokia E7 é como um dos irmãos mais novos do Nokia N8, que vem defender as cores da Nokia contra adversários como o iPhone, Blackberry ou Android.

Teclado do Nokia E7

Nokia_E7_review_05

O Nokia 7 é um telemóvel de estética muito sólida e atraente. Tal como a maioria dos telemóveis Nokia, neste caso vem equipado com um teclado QWERTY que, convenhamos, foi mais complicado de abrir do que inicialmente considerámos.

Mas o resultado é interessante e prático. O teclado é em formato slide e encontra-se debaixo do ecrã de 4 polegadas do Nokia E7, que fica “sentado” no teclado com alguma inclinação que pode ser vantajosa se utilizarmos o telemóvel em cima de uma superfície plana, por exemplo, tornando-se mais confortável.

O teclado não é espectacular, mas é adequado e prático, e sem dúvida preferível ao teclado on screen (apesar de tudo, não há nada como premir as teclas físicas, mesmo que já exista tecnologia capaz de simular o toque), que no caso do Nokia E7 é alfa numérico e não QWERTY, como o teclado físico.

Symbian

O Nokia E7 utiliza a mais recente versão do sistema operativo da Nokia, o Symbian Anna. E a verdade é que as melhorias ao Symbian são evidentes, mas não chegam para competir com telemóveis Android ou com o iPhone da Apple.

Consideramos que este telemóvel Nokia E7 pode ser bastante apelativo se á forem utilizadores prévios do sistema Symbian,  desta vez adaptado com uma interface touchscreen.

E por falar em interface, aqui pode tornar-se confusa. Quando estamos a navegar nos menus principais, geralmente encontramos uma caixa pop-up com duas opções – uma para cancelar, e outra em branco. Esta janela, em si, não oferece qualquer espécie de utilidade.

Nokia_E7_review_04

Por exemplo, se estivermos a ouvir uma música, a solução passa por clicar no nome que aparece na box, em vez dos botões. O problema é que aqui não é óbvio, e isso contraria uma política de bom design.

Outros problemas que fomos encontrando relacionaram-se com os bloqueios do ecrã. Por vezes, quando fechamos o teclado slide, o ecrã bloqueia, mas há uma pausa antes do ecrã ficar preto, então muitas das vezes acabamos a tocar no ecrã aceso sem qualquer utilidade.

E ironicamente torna-se mais frustrante quando fechamos o slider, o que não parece bloquear o ecrã. À medida que conhecemos as definições do telemóvel, apercebemo-nos que talvez o Nokia E7 não seja a melhor das opções. Por exemplo, se queremos os nossos contactos sempre sincrozinados com o e-mail ou ou calendário, não temos acesso a essa funcionalidade a não ser que actualizemos manualmente os dados do Nokia E7.

Loja Ovi

Para os apreciadores de apps, o Symbian não será a escolha número um, até porque não oferece a variedade de um sistema Android ou Apple iOS. Mas o Nokia E7 traz algumas apps pré-definidas e já instaladas, mas oferecem poucas funcionalidades e são um bocado lentas.

Abrir apps também é bastante lento. E isto é verdade mesmo no caso das próprias apps da Nokia, como o e-mail. Se forem apps desenvolvidas por terceiros, então parecem ser ainda mais lentas.

E se a Loja Ovi disponibiliza uma variedade interessante de apps, a loja não se encontra tão recheada como o Amdroid ;Market, ou a Apple App Store. Mas ficámos muito bem impressionados com o jogo Angry Birds, que corre muito suavemente e proporciona bastante tempo de vício.

No Nokia E7 podemos encher o ecrã inicial de Widgets, com updates ao vivo e atalhos (muitos dos Widgets reencaminham-nos apenas para websites)

Já os widgets para e-mail e calendário são bastante úteis, apesar de ser complicado vermos o nosso inbox (caixa de entrada) devido ao espaço pequeno que nos permite ver a informação.

Já o ecrã caseiro não demonstra nem a flexibilidade de um telemóvel Android,  nem a simplicidade de um iPhone.

Nokia_E7_review_01

Câmara

Ao contrário do N8, a câmara do E7 não sobressai por trás,  ou seja, permite-nos pousá-lo na mesa com o ecrã inclinado sobre o teclado.

A câmara do Nokia E7 é de 8MP e faz um trabalho excelente. E enganem-se se acharem que as fotos não parecem impressionantes no ecrã do Nokia E7 – vistas no ecrã de um computador, é impressionante ver o contraste e a qualidade de imagem.

Detectámos algumas falhas nos close UPS, mas numa foto normal (a uma distância média), ficámos encantados com a performance. O Dual LED também tem um excelente desempenho em salas pouco iluminadas, apesar de cegar toda a gente com o seu clarão.

Talvez as nossas expectativas tenham sido demasiado elevadas com a câmara do Nokia E7, tendo em conta a nossa admiração pelo Nokia N8. A verdade é que não as cumpre a 100%, mas não deixa de ser uma câmara de qualidade e perfeitamente adequada para o telemóvel Nokia E7.

Nokia_E7_review_03

Conclusão

O Nokia E7 é um telemóvel com um aspecto muito atraente, mas os conteúdos não nos conseguiram manter interessados por muito tempo. O que é uma pena, pois continuamos fãs dos telemóveis da Nokia, mas o Symbian está a tentar adaptar-se às actuais exigências do mercado mobile muito lentamente.

Se estiver à procura de um telemóvel Nokia, o Nokia E7 poderá ser uma boa opção, mas considerando bem, tem outros telemóveis Nokia mais acessíveis que lhe permitem usufruir de uma experiência de utilização pragmática e agradável.

Se lhe cativa a combinação entre touch screen e teclados slide, então há outras sugestões disponíveis no mercado, com sistemas operativos repletos de funcionalidades e, por si só, mais interessantes que o Symbian.