Nokia vende mais e lucra menos

Acções estão em alta.

Os resultados líquidos da Nokia caíram para os 979 milhões de euros (1,05 mil milhões há um ano), enquanto as receitas cresceram 3,7% para os 9,86 mil milhões de euros.

No seu balanço trimestral, a empresa finlandesa deu assim conta da influência dos mercados chinês e indiano, que foram também responsáveis pela subida da quota de mercado da Nokia a nível mundial: é agora de 36%, após a venda de 91,1 milhões de terminais no trimestre.

As acções da empresa estão em alta e o analista Niklas Lund, do Alandsbanken, comentou – citado pela Agência Bloomberg – que «são impressionantes as margens de lucro atingidas pela Nokia com um preço médio de venda dos equipamentos tão baixo [89 euros]. É um sinal de força».