Número de clientes das redes móveis aproxima-se dos 9 milhões

Segundo os dados compilados pela Autoridade Nacional de Comunicações, entre os segundo e terceiro trimestres do ano 330 mil novos assinantes aderiram aos serviços móveis.

Portugal aproxima-se assim dos nove milhões de assinantes do serviço, atingindo uma taxa de penetração de 86%, acima da média europeia, que se posicionou em 83%. A maior parte dos subscritores – cerca de 7 milhões – corresponde a clientes de serviços pré-pagos. Do total de números activos, cerca de 18 mil haviam sido portados entre operadores móveis até ao final de Setembro. Durante o trimestre em análise, as redes móveis originaram 1,5 mil milhões de chamadas, mais 4% do que no trimestre anterior. No seu conjunto, estas chamadas geraram 2,6 mil milhões de minutos de ligação telefónica, o equivalente a um aumento de 4,2% face ao segundo trimestre. Cerca de 66% das ligações efectuadas pelos utilizadores das redes móveis são destinadas à mesma rede móvel. Seguem-se, nas preferências dos utilizadores, as restantes redes móveis com 21% do total de chamadas originadas, as redes fixas nacionais com mais de 9% e as redes internacionais com cerca de 4% Durante todo o terceiro trimestre do ano, foram enviadas 572 milhões de mensagens escritas pelos clientes dos três operadores moveis, mais 3,6 do que no trimestre anterior e mais 5,6 do que no trimestre homólogo do ano de 2002.