Skip to main content

O Futuro do WAP

Viajámos ao futuro e descobrimos o que vai acontecer amanhã.

A Internet sem fios representa a próxima vaga da Internet, uma vaga que está a ser promovida pela indústria dos telemóveis e pelo desenvolvimento e adopção dos sistemas WAP em todo o mundo. Segundo The Strategis Group, existirão 530 milhões de utilizadores de telemóveis em 2001, e o Gartner Group estima que em 2005 os telemóveis serão de longe o aparelho mais usado para aceder à Internet, ultrapassando os mil milhões de utilizadores. Em 2003, 95% dos telemóveis vendidos terão capacidades WAP.

Hoje em dia existem já centenas de aplicações em WAP. O Banco de Montreal já fornece «wireless banking» através dos telemóveis, é possível comprar e vender acções pelo serviço da Ameritrade ou a Charles Schwab Canada, e qualquer produto que a Amazon.com ofereça. Pode também ler o New York Times e saber o tempo no Weather Channel.

Os bastidores deste mundo WAP são também muito dinâmicos. A Phone.com, que criou o primeiro microbrowser para WAP, empregou a mesma estratégia que a Netscape, licenciando o programa por um preço único, sem cobrar pelos direitos de uso, detendo um portal de acesso, numa atitude «do browser ao server ao portal». A Microsoft, que entrou com atraso na tecnologia da Internet e também na tecnologia sem fios, está a adaptar o seu Windows CE ao WAP, mas os fabricantes de telemóveis não vêem com bons olhos a postura agressiva da empresa americana e a Phone.com, ao contrário da Microsoft, tem contratos assinados com 25 dos 33 maiores produtores de telemóveis.

Para já, a publicidade ainda não alcançou a Internet em WAP e os geradores de conteúdos disponibilizam-nos livremente para visibilidade e promoção própria, mas em breve isso mudará. Em breve deverão surgir telemóveis com 32MB de RAM e processadores 386. A ironia é que esta evolução indicará também o fim do WAP, pois aparelhos com esta capacidade poderão já ler páginas mais desenvolvidas, em HTML.

Outra ameaça ao WAP é o preço dos telemóveis, que terão que surgir muito mais baratos para tornar o protocolo atractivo e, consequentemente, competitivo. Ainda assim, o WAP é a tecnologia mais apetecível do mundo de hoje e todos estão despertos para ela.