• Início
  • Mobile
  • Android
  • O HTC One e o Samsung Galaxy S4 são fantásticos. Mas quem precisa mesmo deles?

O HTC One e o Samsung Galaxy S4 são fantásticos. Mas quem precisa mesmo deles?

O HTC One e o Samsung Galaxy S4 são provavelmente os melhores smartphones Android da actualidade. Mas quem precisa realmente deles?

É um facto: o HTC One é um smartphone tão bom como o Samsung Galaxy S4, embora com um design e uma interface mais polidos, elegantes e atraentes. Ambos os dispositivos estão a gozar de aparente sucesso dentro do mercado: recordamos que o Samsung Galaxy S4 já ultrapassou as 10 milhões de unidades vendidas, ao passo que o seu rival da HTC já terá vendido mais de 5 milhões de unidades. Números astronómicos e que reflectem definitivamente que, além de bem sucedidos, ambos os dispositivos estão a ser alvos de bastante procura por parte dos consumidores. Especialmente se tvermos em conta que os seus lançamentos ocorreram bastante recentemente.

Mas será que o consumidor necessita realmente destes dois aparelhos? Ou melhor: será que o consumidor final vai valorizar e tirar proveito das potencialidades que ambos podem oferecer? A resposta será quase certamente que não, com algumas limitadíssimas excepções.

O HTC One e o Samsung Galaxy S4 são fantásticos. Mas quem precisa mesmo deles?

A questão aqui passa não pela qualidade indiscutível dos aparelhos, mas sim pelo facto de que ambos oferecem mais do que aquilo que realmente é necessário. A começar pelo design ‘premium’ ou pela interface de utilizador completamente polida – que no caso do HTC One, que claramente apresenta um design mais elegante que o do seu concorrente Samsung Galaxy S4, não o impediu de vender metade das unidades do Android da empresa sul-coreana.

As especificações técnicas e as funcionalidades dos aparelhos são outros aspectos a serem tidos em consideração: “a performance de um produto não é um indicador forte da [sua] performance em termos de vendas, quando um produto é considerado ter atingido um ponto onde é ‘bom o suficiente“, diz-nos Horace Dediu, analista especializado no mercado dos smartphones. “Discutivelmente o S4 e o HTC One (e o iPhone 5) têm funcionalidades que vão além daquilo que a maior parte dos consumidores necessitam ou conseguem absorver”.