Omnitel, a última das resistentes

À semelhança do que aconteceu com a Telecel em Portugal, a italiana Omnitel perde de vez a sua designação para ficar definitivamente Vodafone.

Foi em 1995 que a rede da Omnitel foi inaugurada em Itália como a primeira operadora móvel privada daquele país. Cinco anos mais tarde, em 2000, a Omnitel passa a integrar o grupo Vodafone e, em Janeiro de 2001, adopta a nova denominação de Omnitel Vodafone. Um ano e meio depois, em Junho de 2002, a designação da operadora volta a sofrer alterações e o nome da Vodafone passa a liderar a marca (Vodafone Omnitel).

Esta tem sido uma evolução perfeitamente calculada, uma vez que, um ano depois, o nome da Omnitel cai definitivamente, passando a ser apenas adoptado o nome do grupo britânico que tem liderado as comunicações móveis à escala europeia. A operação vai envolver toda a cadeia de distribuição e, numa primeira fase, os logotipos das duas marcas vão aparecer juntos para não criar uma ideia de cisão drástica.

A partir do dia 13 de Maio, foi colocado na televisão um pequeno filme publicitário a anunciar os serviços Vodafone Live!, marcando a viragem definitiva na operadora italiana. A campanha foi criada pela agência mundial J. Walter Thompson e segue os critérios tradicionais do suspense: uso da tensão entre as imagens e o telespectador para criar o máximo de envolvência possível até ao final do anúncio.