Optimus adia UMTS

A operadora da Sonae pondera a possibilidade de adiar o lançamento da sua rede UMTS para depois de 2002.

A Optimus pondera a possibilidade de adiar a sua rede UMTS. A justificação, veiculada pelo jornal “Público”, prende-se com o agravamento dos prejuízos da Sonae.com, sub-holding onde está inserida a Optimus, em perto de 75%. Os responsáveis mostram que o apertar do cinto terá de ser feito em todas as empresas da Sonae.com e, no caso da operadora que detém uma das licenças UMTS, será mesmo a rede 3G o bode expiatório.

No caso concreto da Optimus, a quebra nos resultados esteve directamente ligada com a queda acentuada no volume de chamadas feitas de rede móvel para rede fixa em 2001, muito embora tenham reconhecido que esse panorama deverá ter acontecido em todos os operadores e não ter sido um problema exclusivamente da Optimus.

No entanto, fica o essencial da informação, algo que já ninguém duvidava: muita água ainda vai correr debaixo desta ponte, antes de se poder comunicar audiovisualmente por telemóvel. Apesar da TMN já ter anunciado a adjudicação da sua rede em Lisboa à Alcatel, para a fase de arranque do UMTS, nem tudo está claramente definido, e muito provavelmente só em 2003 a operadora da Portugal Telecom poderá enbandeirar em arco a sua rede 3G.