Skip to main content

Os Cidadãos e a Sociedade de Informação – Conferência

Desde a invenção do computador, cada inovação no domínio das tecnologias de informação e comunicação parece gerar ideias para aplicar na política e governação e alimentar o debate acerca da teledemocracia.

«Lisboa, 07 Dez (Lusa) – Desde a invenção do computador, cada inovação no domínio das tecnologias de informação e comunicação parece gerar ideias para aplicar na política e governação e alimentar o debate acerca da teledemocracia. Esta vai ser uma temática central em discussão na Conferência “Os Cidadãos e a Sociedade de Informação”, a decorrer quinta e sexta-feira, em Lisboa, sob a organização da Presidência da República. A teledemocracia assenta na ideia de que, no futuro, os cidadãos irão informar-se, encontrar-se e até votar através do telefone, da televisão por cabo e do computador, e será o tema específico da comunicação de William Dutton. A intervenção de Dutton, professor de Comunicação na Universidade da Califórnia, Los Angeles, e cuja obra mais recente se intitula “Society on the Line: Information Politics in the Digital Age”, vai estar integrada no painel “Democracia Electrónica: A Centralidade do Acesso”. Moderado por Graça Simões, da Fundação para a Ciência e a Tecnologia, e com comentários de Rui Cádima, este painel será o segundo do primeiro dia da conferência. Após a sessão de abertura, presidida por Jorge Sampaio e a que deverá comparecer o ministro da Ciência e da Tecnologia, Mariano Gago, o primeiro painel em discussão na conferência vai abordar o tema “Novos e Velhos Media: A Formação de Opinião Pública e a Democracia”. O primeiro painel conta com uma comunicação de Patrick Champagne, que vai analisar o papel dos media nas sondagens de opinião e na própria democracia. O sociólogo francês, membro do Centro de Sociologia Europeia e docente na Universidade de Paris1, efectua, desde 1984, pesquisas no domínio da sociologia política e dos media. “Discurso e Processos de Decisão na Era da Informação” é o tema do terceiro painel em discussão quinta-feira. Brian Loader é o orador convidado, numa comunicação sobre os discursos e processos de decisão na era da informação. Brian Loader é co-director da Unidade Comunitária de Pesquisa e Aplicações Informáticas, na Universidade de Teeside (Reino Unido), e os seus trabalhos académicos focam questões relacionadas com a emergência da nova informação e comunicação tecnológicas. No segundo dia da conferência, os trabalhos abrem com um painel subordinado ao tema “Para uma Cidadania Electrónica: A Democracia e as Novas Tecnologias da Comunicação” e contam com a participação de Stefano Rodotà como orador convidado e com o sociólogo José Manuel Paquete de Oliveira como comentador. Presidente da Comissão de Protecção de Dados e membro do Grupo de Ética nas Ciências e Novas Tecnologias da União Europeia, o investigador italiano irá falar das novas formas de democracia e cidadania criadas pelas recentes tecnologias de informação. Após a apresentação das conclusões da conferência, os trabalhos deverão encerrar com um debate sobre “Cidadania e Sociedade de Informação”, moderado pela jornalista Diana Andringa, e que conta com a participação de Manuel Pinto, da Universidade do Minho, Maria Eduarda Gonçalves, do ISCTE, Paquete de Oliveira e Francisco Rui Cádima.»