Polícias de palmtop na rua

Na Grã-Bretanha, com acesso à vida privada…

A polémica estalou na Grã-Bretanha com o anúncio de que a Polícia poderá ser equipada com palmtops e notebooks para se libertar do serviço administrativo. É que o governo também quer alargar o acesso a todo o historial de internet e telemóvel dos cidadãos.

O Ministério da Administração Interna da Grã-Bretanha quer equipar cada agente de polícia com um palmtop e os carros-patrulha com um notebook, seguindo as conclusões de um estudo segundo o qual essa estratégia permitirá desburocratizar e, ao mesmo tempo, ter mais agentes na rua. A medida está a ser encarada seriamente, tendo em conta que, no presente, os polícias ingleses só estão nas ruas 17% do seu tempo de trabalho.

Com o recurso às novas tecnologias em larga escala, as tarefas administrativas poderiam ser feitas entre duas ocorrências sem ter de perder tempo a passar pela esquadra, onde os agentes perdem cerca de cinco horas diárias a arquivar processos, além de que estes seriam acelerados com recurso, inclusive, à internet.

Mas a medida, que inicialmente parece ter sido bem recebida, poderá agora ser travada pela opinião pública devido à forte polémica desencadeada por outra ideia do mesmo ministério: a de alargar a possibilidade da Polícia e tribunais terem acesso ao historial de internet e telemóvel de cada cidadão.

O projecto consistiria em institucionalizar as medidas de excepção tomadas na sequência dos ataques terroristas. Daí resultaria que os operadores de telecomunicações registariam ainda durante mais tempo o historial de chamadas feitas por cada cliente e demais pormenores.

Mas o problema é que qualquer simples agente policial poderia tornar-se num autêntico big brother: passaria a poder decidir, sem necessidade de autorização judicial, vasculhar a vida privada dos cidadãos e ficar a saber com quem determinada pessoa falou, quando, quanto tempo, etc, e também os sites que visitou na internet, que ISP utilizou, etc, etc. Uma polémica que promete animar, por uns tempos, a city.