• Início
  • Social Media
  • Portugal Telecom nega contactos para aumentar peso da Telefonica no seu capital

Portugal Telecom nega contactos para aumentar peso da Telefonica no seu capital

Uma fonte da empresa afirmou que os rumores são totalmente infundados, e lembrou que os estatutos do operador impedem que empresas congéneres do sector detenham uma participação superior a 10 por cento no seu capital social.

O endereço de Internet espanhol elCofidencial.com refere hoje, sem citar qualquer fonte, que a eléctrica EDP poderá aumentar a sua participação de 40 por cento na Hidrocantábrico e absorver a Fenosa, ficando assim com 27 por cento do mercado de energia ibérico. Em contrapartida, o Governo português facilitaria o reforço da Telefonica na Portugal Telecom, segundo informação divulgada pelo site. A Portugal Telecom (PT) “rejeita esses rumores sem fundamento”, disse a fonte, negando a existência de “um entendimento que leve a um aumento da participação da Telefónica”. A mesma fonte lembrou que os estatutos da operadora de telecomunicações portuguesa impedem que empresas congéneres do sector detenham uma participação superior a 10 por cento no seu capital social. E, “não está nos planos da empresa alterar os estatutos”, adiantou. A operadora espanhola Telefonica controla cerca de 4,8 por cento da Portugal Telecom (PT). A Unión Fenosa é participada pelo Banco Santander e a Hidrocantábrico é detida a 40 por cento pela eléctrica portuguesa EDP, a 35 por cento pelos alemãs da EnBw e a 25 por cento pelos espanhóis da Cajastur. O elCofidencial.com refere ainda que com esta operação, que seria concertada entre ambos os governos, a EDP reforçava a sua posição no mercado ibérico.