Skip to main content

Primeiras centrais para novos operadores prontas em Fevereiro

Os novos operadores de rede fixa terão que pagar cerca de três mil escudos (15 euros) pelo aluguer da rede de cobre à Portugal Telecom (PT), na sequência da abertura do lacete local, anunciou quarta-feira a operadora.

Os novos operadores de rede fixa terão que pagar cerca de três mil escudos (15 euros) pelo aluguer da rede de cobre à Portugal Telecom (PT), na sequência da abertura do lacete local, anunciou quarta-feira a operadora. Carlos Costa, administrador da PT, disse em conferência de imprensa, que o preço cobrado está de acordo com a média europeia, apesar de ser superior à assinatura média mensal do telefone fixo. A este valor fixo mensal, serão ainda acrescentados outros custos, a suportar pelos novos operadores, como a instalação ou uma sobretaxa no caso da utilização da banda larga. Para Fevereiro a PT garante que estarão prontas as três centrais escolhidas para o início do processo de liberalização do lacete local, Laranjeiras, Lumiar (em Lisboa) e Foz (no Porto). No total estão previstas cerca de 100 centrais para utilização dos novos operadores. A PT detém cerca de 200 centrais e o investimento por central, para os novos operadores, deverá atingir os 50 mil euros, de acordo com declarações de Carlos Costa ao Canal Negócios.