Procura obriga ICP a lançar concurso para tecnologia FWA

A tecnologia FWA permite várias utilizações, entre as quais a de complementar as redes de telefonia fixa.

«Lisboa, 11 Jun (Lusa) – O Instituto das Comunicações de Portugal (ICP) vai brevemente lançar um concurso para atribuição de licenças de utilização da tecnologia FWA (acesso fixo via rádio) pelos operadores de telecomunicações, foi hoje anunciado. A tecnologia FWA permite várias utilizações, entre as quais a de complementar as redes de telefonia fixa. Salientam-se ainda as possibilidades de acesso ao serviço Internet com grande capacidade de débito ou ao chamado “Video on demand” (vídeo on-line). O concurso, que será lançado após a publicação do respectivo caderno de encargos, surge após a consulta pública do documento onde foi apresentada esta tecnologia. “A consulta pública saldou-se numa adesão superior ao esperado, por parte dos operadores de telecomunicações, verificando-se que o espectro radioeléctrico não é suficiente para abarcar todos os interessados”, salientou uma fonte do ICP justificando a realização do concurso com esta insuficiência. Devido à insuficiência do espaço radioeléctrico, o ICP dividiu o sistema FWA em quatro faixas de frequência, das quais apenas a primeira, a de 1.900 megahertzs (MHz) é de livre acesso a todos os operadores. A segunda frequência, que abarca 3.600/3.800 MHz, utilizável para a banda estreita em infra-estruturas para difusão de informação através de telefonia fixa ou transmissão de dados em baixo débito, foi dividida em três blocos. Para a terceira frequência, de 24,5 a 26,5 Gigahertz (GHz), vão a concurso seis blocos, que permite utilizar, através da banda larga, serviços multimédia, como a Internet com alta capacidade de débito e de “vídeo on demand”, por exemplo. Estará ainda a concurso uma quarta frequência, a de 27,5 a 29,5 GHz, dividida em dois blocos, que permitirá prioritariamente a emissão de sinal de televisão. O concurso será lançado logo após a organização do caderno de encargos, prevendo-se que em Janeiro de 2000 o sistema esteja disponível.»