PT aposta na requalificação

Em vez de reduzir efectivos

De acordo com Henrique Granadeiro, a PT reduziu no último ano 1.004 postos de trabalho, com custos de 290 milhões de euros que tiveram «um grande impacto» nas contas finais da empresa.

«Qualquer gestão preocupada com o curto prazo teria evitado estas reduções de pessoal e projectado a PT para os mil milhões de euros de resultados operacionais. Não foi essa a opção que tomámos», referiu, sublinhando que «queremos explorar ao máximo a requalificação e a readaptação dos nossos trabalhadores».